Vida Maria: A resenha

E pra começar vamos mostrar a resenha de Claudia Maria Alves Henriques sobre o curta - metragem Vida Maria, Obra premiada em vários festivais no Brasil dirigido pelo diretor Márcio Ramos em 2006.

Nossa Amiga Conseguiu sintetizar com muita sensibilidade um material tão rico e amplo de significações como é um filme. Boa inspiração para as próximas resenhas do curso.


Filme: Vida Maria.
Direção e Produção: Márcio Ramos.
Ceará: VIACG, 2006. 9 min. son. color. 35mm.

O cinema brasileiro passou por um longo período de crise, onde as produções nacionais se limitavam a filmes de pouca qualidade e nenhuma criatividade, com raríssimas exceções. A partir da década de ’90, mais precisamente em 1995, depois de inúmeros incentivos do governo, ocorreu o que os estudiosos de cinema chamam de “retomada do cinema brasileiro”. Onde havia a preocupação de fazer um cinema crítico e popular ao mesmo tempo. No ano de 2006, dez anos depois de iniciado o período de retomada do cinema nacional, uma animação produzida no ceará se destaca pela qualidade, pela comoção causada e pela capacidade de provocar o telespectador e forçá-lo a refletir sobre as condições de vida nos sertões do nordeste brasileiro.

“Vida Maria” é um curta-metragem em 3D, lançado no ano de 2006, produzido pelo animador gráfico Márcio Ramos, que venceu inúmeros festivais nacionais e internacionais no ano de seu lançamento. Com apenas nove minutos de exibição, o curta denuncia a ausência de escolarização e as condições precárias de vida de várias gerações de mulheres do sertão cearense. A animação acompanha a rotina da personagem “Maria José”, uma menina que se diverte aprendendo a escrever o nome, mas que é obrigada pela mãe a abandonar os estudos e começar a cuidar dos afazeres domésticos.

“Maria José” é apenas mais uma Maria que deixou de lado os estudos e se dedicou à casa, ao marido e aos filhos, vivendo em estado de auto-anulação, onde sua vontade e seus sonhos não ultrapassam a cerca da casa onde vive. O filme de Márcio Ramos explora as limitações e a falta de perspectiva que essas mulheres enfrentam durante toda a sua vida, se repetindo por diversas gerações.

Mais que isso, “Vida Maria” transborda os limites do sertão, aproximando-se também das mulheres pobres urbanas, que da mesma forma que “Maria José” vivem a mercê do marido, cuidando da casa e dos filhos.

Não é possível deixar de comparar a animação “Vida Maria’ com a obra literária do renomado autor pernambucano João Cabral de Melo Neto e o seu belíssimo “Morte e Vida Severina”. Onde as vidas severinas e marias se entrecruzam em vários e tristes aspectos.

Pelo ponto de vista técnico, observa-se que o curta atende as expectativas do público, pois traz o máximo de realidade que uma animação pode trazer para uma tela. É possível notar a aridez do sertão nos momentos que a personagem vaga pelo quintal e também sentir o calor quando “Maria José” olha o sol escaldante do seu quintal.

Márcio Ramos conseguiu fazer uma obra prima brasileira com o seu excelente e premiadíssimo “Vida Maria”. Um filme que merece ser visto e discutido por nordestinos, brasileiros e pessoas do mundo inteiro.


Claudia Maria Alves Henriques é pós-graduanda pela Faculdade Senac no curso de Docência do Ensino Superior.

E-mail :claucalu@uol.com.br

3 comentários:

claudia m 23 de abril de 2010 11:00  

Fico feliz que tenham gostado do meu texto, qualquer dúvida podem me procurar.

Anônimo 1 de novembro de 2011 10:51  

ola bom dia sou graduanda em biologia (UPE)e terapeuta..
gostei de seu txto..gostaria de complementear que .. a vida maria em nossos brasis tem raizes profunda; e para equilibrar essa situaçao via depender muito da açoa e vontade de todos aqueles que anseiam um mundo verdadeiramente justo...a soluçao seria educaçao de qualidade e igual para todos, politicas publicas eficientes e nao assistencialita; isso minha queris estar longe do mundo inteiro ou nosso pais pq o Saber enfraquece o Poder e quem estar no Podr jamais quer ver seu povo educado,no entando vams sonhar e viver na utopia quem sabe daqui a mais500 anos. podemoe que sabe viver no JARDIM DO EDER BRASILEIRO....

Anônimo 23 de agosto de 2013 13:49  

Genial, me ajudou bastante no trabalho de Pedagogia!! Obrigadaaaa!!

Postar um comentário

Sobre este blog

Blog dos Alunos do curso de Pós - Graduação de Docência do Ensino Superior da Faculdade Senac em Recife. Espaço Dedicado a mostra de nossos trablhos acadêmicos e a interatividade com outros cursos de pós-graduação em formação superior.

Seguidores